RESULTADO DA SELEÇÃO 2019.2

No dia 20 de setembro de 2019, às 14 horas, na sala do Programa de Educação Tutorial – PET da Faculdade de Comunicação da UFBA, a banca integrada pelo Professor Leonardo Figueiredo Costa (tutor do Petcom), pelas Professoras Virginia Campos Machado (tutora do PET Nutrição) e Regina Lucia Gomes Souza e Silva, e pelas bolsistas do Petcom Eduardo Bruno Oliveira Bastos e Emilly Tifanny Santos Conceição de Oliveira, reuniu-se para proceder ao processo seletivo de voluntários para o Programa de Educação Tutorial.

A seleção constou de: a) avaliação do memorial, b) dinâmica em grupo com atividade escrita e c) entrevista individual, nas quais o candidato deveria obter média final mínima de 7,0 (sete) para ser selecionado. Chegou-se ao seguinte resultado:

Selecionados:
1º Rute Souza da Cruz
2º Isadora Sarno de Lima
3º Maria Eduarda de Santana Gomes
4º Mayara Silva Fernandes Oliveira

Lista de espera:
5º Victoria Lenoir Bastos
6º Breno Bastos Fernandes
7º Tiago José Paiva do Nascimento
8º Matheus Vilas Boas de Marcelo
9º Gustavo Pimentel Nascimento

Os candidatos selecionados deverão assumir no dia 23 de setembro de 2019.

SELEÇÃO 2019.2

O Petcom (Programa de Educação Tutorial da Facom/UFBA) torna pública a abertura de processo seletivo destinado ao incorporamento de 4 (quatro) voluntários(as) ao programa. As inscrições deverão ser feitas entre os dias 28/08/2019 e 10/09/2019, exclusivamente pelo e-mail petfacomufba@gmail.com.

Podem participar da seleção estudantes de qualquer semestre regularmente matriculados nos cursos de Comunicação com habilitação em Jornalismo ou em Produção em Comunicação e Cultura da Faculdade de Comunicação da UFBA.

Demais requisitos e documentos necessários para se candidatar estão disponíveis em edital.

Acesse aqui o edital e a ficha de inscrição.

O PETCOM VAI HOMENAGEAR MARIELLE FRANCO

O Petcom decidiu homenagear Marielle Franco, defensora dos Direitos Humanos e das minorias, covardemente assassinada no dia 14 de março de 2018. A placa com o nome da vereadora será inaugurada na Facom – UFBA. As placas, que carregam o endereço do local em que Marielle foi assassinada – bairro Estácio, no Rio de Janeiro-, se tornaram símbolo de protestos e são uma iniciativa do coletivo Chama, uma agência e rede de apoio a movimentos e causas sociais. O coletivo criou o site Rua Marielle Franco, que disponibiliza uma versão para download da placa e conecta interessados e gráficas parceiras do projeto. Segundo o site, mais de 18.000 placas já foram produzidas desde que tentaram destruir essa homenagem.